segunda-feira, 18 de agosto de 2014



Seus cabelos
derramados sobre a fronha...
milhares de finíssimos fios de seda perfumados...

Seus olhos
translúcidos cristais
gemas gêmeas...

Lábios suculentos
róseos manjares...

Pérolas esculpidas
perfilam-se a guisa de dentes
desvelados ao sorrires...

Cútis aveludada
a natureza, não deu ao pêssego maduro, textura tão aveludada...

Beleza única
concretitude de meus sonhos e desejos...

Humberto Santos