terça-feira, 3 de julho de 2012




Hei de esquecer-te
Assim como o adulto
Abandona o onirismo de criança para com o brinquedo, e
Apega-se a venalidade dos objetos que possui...
Como quem mal-usa, o termo liberdade
Para não se dar à ninguém...
Tal aqueles que desconhecem que ódio não é antagônico ao amor...

Esquecer-te-ei, de forma similar ao combatente, 

Que extenuado
Se deixa abater...

Olvidar-te-ei
Quando de mim
Já não puder saber quem sou...

Humberto Santos

domingo, 1 de julho de 2012



Há dores
Que transpõem a alma
Entranham-se na carne...


Então
É necessário que tamb
é
Ela,  deixe de sentir...

Humberto Santos