quinta-feira, 3 de maio de 2012




Cativar, é a tua forma de agir
Quando certo, sei que permanecerás ao meu lado
Contra o mundo, se necessário for
Se errado, serás quem me mostrará onde equivoquei-me
Se me adentro às trevas da melancolia
Teu sorriso, há de luzir
Guiando-me rumo à alegria
Quando ferem-me ao coração
Teus carinhos, tem o poder de sará-lo
Se o medo me imobiliza
Tua força e coragem, me impulsionam a seguir adiante!

Mesmo quando tudo está em desordem
Quando a solidão toma ares de onipotente
Sempre haverá teu nome a ser chamado
Teu nome...

Humberto Santos

terça-feira, 1 de maio de 2012





De volta à tona
Após longa hibernação
Retorna, vorazmente intenso!

Profundo sentimento
Confuso sentimento!

Entrego-me incontinente
Saboreio cada momento
Cultivo em mim, tua presença
Atendendo assim, ao clamor da satisfação de minha alma!

Humberto Santos

segunda-feira, 30 de abril de 2012





Não mais sentir
Já não te odeio
Já não te amo!

Eis-me!
O fruto que cultivaste
Com refinado esmero!

Aquele que ao ofertar-te o coração
Transmutaste-o em granito!
Eis forjado, aquele que:
Não ama
Não odeia
Não sente
Não se importa!

Humberto Santos

domingo, 29 de abril de 2012



Se sentires falta de gentilezas
Relembres dos momentos em que dormias
E postando-me à beira da cama
Segurava tua mão
Acariciava teu rosto
Afagava teus cabelos
E ao acordares
Beijava-te suavemente à testa...

Se sentires falta de sinceridades
Relembres das vezes em que
Na consumação do ato amoroso
Olhava-te profundamente aos olhos
E, nesse mágico momento
Em que nossos corpos e almas estavam unos
Jurei amar-te por toda a minha vida...

Humberto Santos