terça-feira, 12 de junho de 2012




Amanhã
Acordarei sem teu sorriso
Não ouvirei a tua voz
Minha pele não estará impregnada com teu olor!

Amanhã
Sentirei falta de teu calor
Minhas mãos, não mais acolherão as tuas
Teu rosto, será uma lembrança querida!

Hoje
Por tua presença, minha alma reclama ferida!

Humberto Santos