quarta-feira, 30 de maio de 2012


O peso do mundo é a solidão
Enlouqueci, buscando preencher o vazio que sou
Muito lutei e nada sou
Casca oca, preenchendo espaços
Mas, nada contendo
Ocupando lugares
Mas, nada representando!

Escoaram-se os sentimentos
Assim como os sonhos e os desejos
Tornei-me algo suportável, porém, indesejável
Promessa não cumprida
Peso tolerável, porém, descartável!

Estou só...
E o peso do mundo recai sobre minh'alma!

Humberto Santos