quarta-feira, 16 de maio de 2012







Hoje amanheci
Como se o sereno da madrugada
Houvesse lavado de minha alma
Algo que me era por demais essencial
Porém ele também lavou de minha memória
A lembrança do que era.


Agora...
Tudo que me cerca
Está carente de sentido...


Humberto Santos