quinta-feira, 1 de março de 2012



Eu sofria por amar
Encontrou-me uma anja!

Secou minhas lágrimas
Fez cicatrizar minhas feridas!

E, depois de me fazer sorrir
Disse-me não saber o que é o amor!

Doce anja...
Como não sabeis o que é o amor?
Se ele, é a tua própria essência!

Humberto Santos