quarta-feira, 10 de agosto de 2011



Em demasia agonizei à espera de teu retorno!
Hoje sei o quão equivocado estive ao alimentar tal ilusão!
Agora, tenho consciência de que
Não poderias 
à
 mim retornar...
Pela simples razão de que:
Nunca, por um átimo temporal sequer
Deixaste de aqui estar!
Dominando meus sentidos
Habitando em meu coração
Compartilhando de minha alma
Forjando meu querer.


Humberto Santos