terça-feira, 21 de junho de 2011



Angústia
Espera de que a palavra converta-se em ato
Dor
Alma que lentamente se esvai
Solidão
Dias que se transformam em décadas
Vazio
Que se expande de forma crescente, concreta.

Angústia
Que devora a alma
Dor
Continuadamente reavivada
Solidão
De crer naquilo que não se realiza
Vazio
De haver crido e não ter havido retorno.

Humberto Santos